AMITRIPTILINA
(nome genérico) (substância ativa)
 
 
APRESENTAÇÕES COMERCIAIS
Comprimido 25 mg
Comprimido 75 mg


O QUE É
antidepressivo tricíclico; [amina terciária].
PARA QUE SERVE
depressão mental.
COMO SE USA
Uso Oral

• tomar o produto com alguma alimentação.
Adultos
iniciar com 50 a 100 mg por dia, divididos em 3 tomadas, ou em dose única antes de deitar. A dose média é de 200 mg por dia e a dose máxima de 300 mg por dia.
Importante: pacientes idosos devem receber 30 mg por dia em doses divididas, não devendo ultrapassar 150 mg por dia.
Adolescentes
iniciar com 30 mg por dia, em doses divididas e ir aumentando se houver necessidade até, no máximo, 150 mg por dia.

CUIDADOS ESPECIAIS

C

Não usar o produto nas seguintes condições
criança menor de 12 anos; durante a gravidez; mulher amamentando; durante o período de recuperação aguda após infarto do miocárdio; pacientes em tratamento com IMAO (inibidor da monoamina-oxidase), incluindo furazolidona, procarbazina e selegilina (aguardar pelo menos 14 dias de intervalo entre antidepressivo tricíclico e IMAO).
Condições que exigem cautelosa avaliação profissional (Riscos x Benefícios)
alcoolismo ativo; asma; aumento da pressão intraocular; doença bipolar (maníaco-depressiva); doença cardiovascular; doenças convulsivas; esquizofrenia; glaucoma de ângulo fechado; hipertireoidismo; hipertrofia prostática; idosos; insuficiência hepática; insuficiência renal; problemas gastrintestinais; problemas no sangue; retenção urinária.
Reações que o produto pode provocar (comunique-as ao seu médico)
(em negrito as reações que incidecem em pelo menos 5% dos pacientes)

alteração no eletrocardiograma (ECG); ansiedade; arritmia cardíaca; ataque do coração; aumento da pressão arterial; aumento da pressão intraocular; aumento das mamas (em ambos os sexos); aumento dos batimentos cardíacos; bloqueio cardíaco; boca seca; cólica abdominal; confusão mental; constipação intestinal; convulsão; cor amarelada na pele ou nos olhos; diarréia; dilatação das pupilas; diminuição do desejo sexual; dor de cabeça; excitação; falta de apetite; fraqueza; hemorragia; hipersensibilidade (erupção na pele, urticária, febre, edema); impotência; infarto do miocárdio; insuficiência cardíaca congestiva; náusea; nervosismo; neuropatia periférica (doença de nervos periféricos); palpitação; paralisia intestinal; queda de cabelos; queda de pressão ao se levantar; reações extrapiramidais (*); retenção urinária; sedação; sensibilidade à luz; sonho movimentado; sonolência; sudorese; tontura; tremores; visão borrada; vômito; zumbido nos ouvidos.
(*) reações extrapiramidais (parkinsonianas) (sintomas: dificuldade de falar ou de engolir; perda do controle dos movimentos harmônicos; face sem expressão (como máscara); andar arrastado; inflexibilidade dos braços e pernas; tremor e agitação das mãos e dedos).
Atenção ao utilizar outros medicamentos. Este produto:
• pode aumentar os efeitos pressores dos vasoconstritores (epinefrina, norepinefrina, levonordefrina) utilizados em anestesia dental.
• pode aumentar os riscos de depressão do sistema nervoso central com: álcool; outros medicamentos que produzem depressão do sistema nervoso central.
• pode aumentar os riscos de efeitos anticolinérgicos (confusão mental, alucinações, pesadelos) com: amantadina; outros medicamentos com atividade anticolinérgica; antidiscinéticos; anti-histamínicos.
• pode aumentar a ação de: anticoagulantes (cumarínicos e derivados da indandiona).
• pode diminuir o limiar para crises epilépticas, exigindo aumentos de doses de: anticonvulsivantes.
• pode aumentar o risco de agranulocitose com: antitireoidianos.
• pode ter sua ação diminuída por: barbituratos; carbamazepina.
• pode sofrer ou provocar aumento das reações adversas com: bupropiona; clozapina; ciclobenzaprina; haloperidol; loxapina; maprotilina; molindona; fenotiazinas; tioxantenos; dissulfiram; etilclorvinol; eletroconvulsoterapia; pimozida; probucol; simpaticomiméticos.
• pode ter sua ação e/ou efeitos tóxicos aumentados por: cimetidina; anticoncepcionais orais contendo estrogênios; estramustina; estrogênios; fluoxetina.
• pode diminuir a ação de: clonidina; guanadrel; guanetidina.
• pode aumentar o risco de arritmias cardíacas com: cocaína.
• pode aumentar a depressão mental induzida por: corticosteróides (glicocorticóides).
• pode aumentar os riscos de reações extrapiramidais com: medicamentos que causam reações extrapiramidais.
• pode ter sua ação aumentada por: metilfenidato.
• pode antagonizar os efeitos com: metilfenidato.
• pode aumentar os riscos de crises epilépticas com: metrizamida por via intratecal (suspender o antidepressivo pelo menos 48 horas antes e até 24 horas após mielografia).
• pode aumentar os riscos de reações graves* (e até fatais) com: IMAO (inibidores da monoamina-oxidase, incluindo furazolidona, procarbazina e selegilina). (* - crises de aumento de temperatura, aumento de pressão arterial, convulsões graves).
• pode aumentar os efeitos pressores de: nafazolina oftálmica; oximetazolina nasal ou oftálmica; fenilefrina nasal ou oftálmica; xilometazolina nasal.
• pode ter suas ações e efeitos tóxicos aumentados por: hormônios tireoidianos.
• pode aumentar as ações e efeitos tóxicos de: hormônios tireoidianos.
Outras considerações importantes
• não ingerir bebida alcoólica.
• não dirigir veículos, nem operar máquinas perigosas até ter certeza de que o produto não está afetando o estado de alerta ou a coordenação motora do paciente.
• não fumar durante o tratamento.
• descontinuar o uso do produto pelo menos 48 horas antes de procedimentos cirúrgicos.
• levantar devagar, quando estiver sentado ou deitado. Evitar mudanças bruscas de postura.
• evitar exposição ao sol e aos raios ultravioleta. Usar roupas que protejam bem a pele, além de cremes protetores.
• ingerir alimentos ricos em fibras e ingerir grande quantidade de líquidos.
• a dose total diária pode ser tomada antes de deitar, para aliviar a sedação durante o dia. Pode também ser tomada no início da noite, para evitar a sensação de ressaca ao amanhecer.
• os efeitos desse medicamento permanecem durante aproximadamente 7 dias, mesmo após a descontinuação do produto.

• dentistas - atenção:
• este produto pode diminuir ou inibir o fluxo salivar (por efeitos anticolinérgicos), contribuindo para o desenvolvimento de desconforto oral, cáries, doença periodontal e candidíase (monilíase) oral. Isto é mais comum em indivíduos a partir da meia idade.

• Não utilize medicamentos sem orientação profissional.
• Solicite sempre informações sobre os produtos receitados.